« Voltar

Hanseníase tem cura: Peguntas frequentes

O Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase foi celebrado no último domingo do mês de janeiro. Mas, sempre é tempo de falar sobre esse assunto tão importante. Dessa forma, o Ipasgo selecionou as algumas dúvidas mais frequentes sobre a doença:

 

 

O que é hanseníase e como é transmitida?

 

É uma doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Mycobacterium leprae ou bacilo de Hansen. A transmissão acontece através de tosse ou espirro, de uma pessoa doente sem tratamento, para outra, após um período de contato prolongado e contínuo. Tocar a pele do paciente não transmite a hanseníase.

 

Quais os sintomas?

 

Ela pode apresentar manchas mais claras, vermelhas ou mais escuras, que são pouco visíveis e com limites imprecisos, com alteração da sensibilidade no local associado à perda de pelos e ausência de transpiração. Quando o nervo de uma área é afetado, surgem dormência, perda de tônus muscular e retrações dos dedos, com desenvolvimento de incapacidades físicas. Nas fases agudas, podem aparecer caroços e/ou inchaços nas partes mais frias do corpo, como orelhas, mãos, cotovelos e pés.

 

 

Existe prevenção?

 

 

A prevenção baseia-se no exame dermato neurológico e aplicação da vacina BCG em todas as pessoas que compartilham o mesmo domicílio com o portador da doença. Pessoas com contado diário em casa com alguém com a doença, especialmente crianças, devem ser examinadas anualmente por pelo menos até cinco anos, depois do último contato.

 

Qual o tratamento? Tem cura?

 

A hanseníase tem cura. O tratamento é feito por via oral com a Poliquimioterapia (PQT), uma associação de três antibióticos. O paciente deve tomar a primeira dose mensal (supervisionada pelo profissional de saúde) e as demais, auto-administradas. Após a primeira dose da medicação não há mais risco de transmissão durante o tratamento e o paciente pode conviver em meio à sociedade.

 



Av. 1ª Radial, nº 586, Setor Pedro Ludovico, Goiânia-GO | CEP: 74.820-300 | Fone: (62) 3238-2400 | 0800 62-1919
© Copyright 2017. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pelo IPASGO