Nova gestão do Ipasgo inicia ampliação da rede de atendimentos nos municípios

Presidente do órgão, Silvio Fernandes, divulga projetos de expansão das unidades de atendimentos de saúde e a criação do Ipasgo Ágil, novo conceito vai facilitar o acesso dos usuários aos serviços do plano de saúde

A nova gestão do Ipasgo está ampliando a rede de atendimentos em todo o Estado de Goiás. Desde a criação do plano de saúde, pela primeira vez o presidente do órgão está visitando todas as regionais e postos do interior. O projeto Ipasgo Itinerante, lançado no dia 5 de junho, tem como objetivo levar a gestão para perto dos usuários e prestadores de serviço e, assim, entender as demandas atuais e implantar novos serviços. O presidente do Ipasgo, Silvio Fernandes, já visitou mais de cinco cidades, entre elas três do Entorno do Distrito Federal. 


Segundo ele, a equipe do Ipasgo já está promovendo estudos técnicos para a expansão da rede credenciada no interior e também para a criação de núcleos de saúde vinculados ao plano de saúde nas diversas regiões do Estado. Fernandes explica que o novo Ipasgo quer conhecer de perto as necessidades e melhorar os atendimentos e prestação de serviços. Ele afirma que uma gama de novos projetos estão em fase de estudo e vão impactar positivamente para os usuários e prestadores. 
A ampliação da rede de atendimento já está em andamento. Em junho, o presidente do Ipasgo e a primeira-dama e coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais, Gracinha Caiado, anunciaram a ampliação dos serviços de saúde para as crianças goianas. De forma inédita, o plano de saúde abre credenciamento para a prestação de serviços cirúrgicos cardiológicos pediátricos de alta complexidade. 

As novas ações seguem a determinação do governador Ronaldo Caiado para reforçar a oferta de serviços de saúde em todos os municípios goianos. Segundo o presidente do Ipasgo, os hospitais goianos, que atenderam aos requisitos técnicos, vão poder se credenciar para prestar o atendimento.

As cirurgias cardíacas pediátricas de alta complexidade, até então, não eram oferecidas pelo rol de serviços do Ipasgo. "Demos um novo passo para melhorar nosso atendimento pediátrico e também para reduzir as judicializações porque antes essas cirurgias eram concedidas apenas após ações na justiça. Essas medidas trazem eficiência e atendem melhor ao usuário que, até então, tinha de recorrer à justiça para conseguir resolver os problemas cardíacos das crianças que estavam em estado grave", diz Fernandes. 

Para expandir a rede de atendimento, o Ipasgo prepara dois novos projetos para este segundo semeste. Um deles é Ipasgo Clínicas, centrais de multiatendimento, com serviços de diagnóstico e tratamento ambulatorial que estarão situadas nas regiões do Estado. O presidente do Ipasgo, Silvio Fernandes, diz que a região metropolitana de Goiânia e o Entorno do Distrito Federal serão os primeiros a receber as unidades do Ipasgo Clínicas. "Os nossos usuários terão cada vez mais um acesso facilitado ao atendimento de saúde, com especialidades médicas. Ao ampliar o atendimento ambulatorial, vamos promover mais saúde ao nosso público".

Outro projeto inovador, que está em fase de estudo para implantação, é o Ipasgo Ágil, novo conceito de atendimento, que tem como objetivo agilizar e facilitar o acesso dos usuários aos serviços do plano de saúde. Nas Centrais de Atendimento Ipasgo Ágil, o usuário terá acesso de forma rápida e eficiente a cerca de 37 serviços.  As unidades do Ipasgo Ágil estarão em Goiânia, nos postos e regionais do interior do Estado. Segundo o presidente do Ipasgo, a mudança no serviço integrado de atendimento é reflexo da nova administração do Ipasgo que tem como foco a promoção de saúde, transparência e eficiência. 

Ele explicou ainda que a modernização das centrais de atendimento também prevê a valorização do servidor público, que atenderá os usuários no Ipasgo Ágil. Silvio Fernandes disse que, com a reestruturação das centrais de atendimento, o Ipasgo vai implantar programa de desenvolvimento profissional para o atendente Ipasgo, com treinamentos contínuos e novo sistema de bonificação especial por desempenho.

Pagamentos das dívidas das gestões passadas

O presidente do Ipasgo, Silvio Fernandes, elaborou um balanço das ações da nova gestão nestes primeiros seis meses do ano. Segundo ele, o cenário encontrado em janeiro era caótico e ameaçava o atendimento aos 625 mil usuários. Fernandes explicou que o Governo de Goiás efetivou, neste período, o pagamento de R$ 470 milhões em dívidas deixadas pela gestão anterior com prestadores de serviço. 

De acordo com ele, atendendo a determinação do governador Ronaldo Caiado de sanear as contas públicas e recuperar a saúde financeira do Estado, o Ipasgo também recebeu do Governo de Goiás dívidas deixadas pelos gestores anteriores. Em janeiro de 2019, a atual gestão do Ipasgo encontrou uma dívida de R$ 89,2 milhões referentes às contribuições recolhidas, da folha de pagamento dos servidores públicos ativos e inativos, em novembro e dezembro de 2018, que não haviam sido repassadas ao Ipasgo.

Essa contribuição é o dinheiro que o Governo do Estado recolhe da folha salarial do servidor e repassa ao Ipasgo para o custeio da assistência em saúde.Os valores recolhidos dos servidores entre novembro e dezembro de 2018 não tinham sido repassados até dezembro. Em janeiro, a dívida somava R$ 89.239.090,16 (novembro R$ 44.558.846,41 e dezembro R$ 44.680.243,75). Assim que assumiu o governo de Goiás, Ronaldo Caiado pagou a dívida deixada pela gestão anterior e regularizou os repasses das contribuições. 
Além disso, só com revisão de contratos, a economia este ano pode chegar a R$ 50 milhões. Assim que assumiu a presidência do Ipasgo, Fernandes implantou a Comissão Transparência e Eficiência para a revisão de contratos, termos de colaboração e parceria, acordo, convênios e outros ajustes similares firmados pelo órgão. Os trabalhos do grupo foram concluídos no dia 26 de junho e ao total foram revistos 4.580 documentos. O objetivo foi rever os atos públicos de forma técnica para evitar e reduzir desvios na execução dos termos, privilégios contratuais, cláusulas exorbitantes e verificar a execução dos serviços contratados.

"O dinheiro que está sendo gasto é com responsabilidade e transparência", garantiu. Sobre a qualidade do atendimento, a certificação ISO 9001 já está garantida até o ano que vem. Outra novidade apresentada neste mês de julho foi assinatura de um convênio inédito com a finalidade de permitir a inscrição e admissão dos servidores da PRF em Goiás como usuários do Sistema Ipasgo Saúde.


Av. 1ª Radial, nº 586, Setor Pedro Ludovico, Goiânia-GO | CEP: 74.820-300 | Fone: (62) 3238-2400 | 0800 62-1919
© Copyright 2017. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pelo IPASGO