« Voltar

Ipasgo vai reajustar mensalidade de metade dos usuários

Atendendo à previsão legal instituída em 2011, o Ipasgo implementa no mês de março o reajuste dos valores cobrados nas mensalidades de metade de seus usuários. Os novos valores foram definidos após três reuniões com integrantes do Fórum Estadual em Defesa dos Serviços e dos Servidores Públicos de Goiás. O teto de contribuição será reajustado em 13,55%, que é o índice em vigor da ANS, como referência para o reajuste dos planos de saúde em todo o país. Para o piso e os valores da tabela de contribuição individual, o reajuste será de 6%. O reajuste atinge praticamente metade dos cerca de 620 mil usuários do Ipasgo, que é a maior estrutura de assistência à saúde da Região Centro-Oeste e a segunda maior autarquia do gênero no país.

 

Correção – Desde a recomposição desta tabela, feita em 2011, os usuários do Ipasgo conviveram com quatro reajustes. O índice acumulado no período é de pouco mais de 40%, contra uma variação de 88% nos índices da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), que é a referência do setor.

 

 

Índices de Reajuste

2012-2017

ANS

88,96%

IPASGO

40,80%

 

Investimentos – Segundo a direção do Ipasgo, a correção da tabela atuarial tem sido fundamental para garantir o equilíbrio financeiro do Instituto e, assim, garantir a qualidade dos serviços oferecidos . E essa é a tendência a ser seguida, reservando as pequenas sobras para estes investimentos que já são sentidos pelos usuários.

 

Entre os projetos já consolidados estão o Pronto Atendimento Pediátrico, no Setor Oeste em Goiânia, a Unidade de Atendimento Médico Ambulatorial do Setor Universitário e a isenção de coparticipação para a quimioterapia e a radioterapia, nos tratamentos de câncer, por exemplo. Essas ações só foram possíveis pela nova realidade vivida pelo Instituto.

 

No passado, foram credenciadas novas unidades de alta complexidade, com destaque para hospitais nas cidades de Jataí, Itumbiara, Caldas Novas, Luziânia e São Luís de Montes Belos.

 

Usuários atingidos pelo reajuste do piso – 9.837

Servidores que recebem entre R$ 1.079,30 e R$ 1.225,55 (básico) e entre R$ 914,97 e 1.038,94 (especial)

Usuários atingidos pelo reajuste do teto – 31.890

Servidores que recebem entre R$ 6.118,93 e R$ 6.948,02 (básico) e entre R$ 4.968,03 e R$ 5.641,19 (especial).

4.387 servidores que recolhem pelo piso terão parte do valor bancado pelo Tesouro Estadual

 

 

Para 2018, há a previsão de aumento da rede credenciada, especialmente no interior, e a instalação de mais um ambulatório em Goiânia. A principal meta, no entanto, é a inauguração do Hospital do Servidor Público , que vem sendo erguido no Parque Acalanto, em Goiânia, exclusivamente com recursos do Ipasgo. A unidade terá 211 leitos e pretende se transformar no porto seguro dos usuários do Instituto.

 

Vigência – As novas tabelas do Ipasgo já estão disponíveis nos canais de comunicação do Instituto, passando a valer a partir da referência de março de 2018, que será recolhida até 10 de abril. O piso passa a ser de R$ 77,91 (básico) e R$ 121,04 (especial). Já os maiores valores cobrados passam a ser de R$ 473,16 (básico) e R$ 704,02 (especial).



Av. 1ª Radial, nº 586, Setor Pedro Ludovico, Goiânia-GO | CEP: 74.820-300 | Fone: (62) 3238-2400 | 0800 62-1919
© Copyright 2017. Todos os direitos reservados. Desenvolvido pelo IPASGO