Calendário de pagamento aos prestadores de serviços do Ipasgo será afetado por falta de portaria do Ministério do Trabalho e da Previdência

Quitação da rede credenciada como Pessoa Física estava prevista para esta sexta-feira, mas depende do novo teto previdenciário 

O Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Goiás (Ipasgo) informa que diante da não publicação da Portaria do Ministério do Trabalho e da Previdência com a indicação do novo teto máximo de contribuições à Previdência Social (INSS), o calendário de pagamento dos prestadores de serviços da autarquia deve sofrer alteração neste mês de janeiro. 

A previsão era que a quitação com os cadastrados como Pessoa Física na rede credenciada fosse realizada nesta sexta-feira (14), mas o Instituto ainda aguarda a publicação do teto previdenciário no Diário Oficial da União (DOU). Os pagamentos só podem ocorrer após essa divulgação, já que os cálculos do valor a ser quitado com cada prestador depende dessa informação do Ministério do Trabalho e da Previdência. 

O Ipasgo informa que assim que houver a divulgação da Portaria com o teto de recolhimento do INSS haverá o pagamento aos credenciados como Pessoa Física, que inclui médicos, odontólogos e terapeutas complementares, dando sequência ao calendário de quitação estabelecido pelo governador Ronaldo Caiado. Todo dia 15 é realizada a quitação com Pessoa Física e, dia 30, com Pessoa Jurídica.

Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Goiás (Ipasgo) – Governo de Goiás