Ipasgo ainda aguarda portaria do Ministério do Trabalho e da Previdência para efetuar pagamento aos prestadores de serviços 

Quitação será concluída em até 48 horas, após publicação do novo teto previdenciário no Diário Oficial da União (DOU). Instituto monitora situação e busca dar celeridade no pagamento 

 

O Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Goiás (Ipasgo) esclarece que ainda aguarda a publicação da Portaria do Ministério do Trabalho e da Previdência com o novo teto máximo previdenciário para efetuar o pagamento dos prestadores de serviços. Em 2021, a divulgação foi realizada no dia 13 de janeiro, prazo que não afetou o calendário de quitação estabelecido pelo Instituto. 

O Ipasgo ressalta que os pagamentos só podem ocorrer após a divulgação da Portaria no Diário Oficial da União (DOU), já que os cálculos do valor a ser quitado com cada prestador dependem dessa informação para evitar transtornos durante a solicitação de aposentadoria, pelos prestadores, por haver recolhimento diverso a tabela vigente do ano.

Diante do atual cenário, o Ipasgo afirma que assim que os dados referentes as contribuições à Previdência Social (INSS) forem divulgados haverá o pagamento em até 48 horas para todos os cadastrados na rede credenciada como Pessoa Física.

Desde 2020, o Instituto definiu um calendário de pagamento da rede prestadora, onde Pessoa Física é paga todo dia 15, enquanto Pessoa Jurídica, no dia 30.

Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Goiás (Ipasgo) - Governo de Goiás